Buscar
  • BDB Cultural

Oficina quer tornar bibliotecas mais acessíveis a pessoas com deficiência


  • Curso será apresentado de 4 a 6 de outubro por Cleide Soares, que já implementou mais de 10 mil espaços de leitura no país, e que ajudará gestores a se enquadrarem em uma lei

FOTO: Cleide Soares - Fabrício Veloso/Acervo Pessoal

Para ajudar a transformar bibliotecas em espaços acessíveis e inclusivos para todas as pessoas, a BDB Cultural recebe a bibliotecária e gestora cultural, Cleide Soares. Ela vai ministrar a oficina “Biblioteca Inclusiva”, com base na Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Lei 13.146, de 2015), entre os dias 4 e 6 de outubro de 2021, como um dos cursos da iniciativa, sempre das 19h às 21h, com foco especial em bibliotecas de acesso público. Esta ação é exclusiva para inscritos, mas não haverá limite de vagas preestabelecido, tendo em vista a alta demanda por formações específicas nessa área em todo o país.

A oficina é gratuita, com 6h de duração, e livre para todos os públicos, mas foi especialmente pensada para profissionais que já atuam ou pretendem atuar em bibliotecas. O curso será ofertado usando a plataforma virtual Zoom (com eventual transmissão simultânea pelo YouTube e Facebook, a depender do número de interessados). As inscrições são online e ficam abertas até sexta-feira, 2 de outubro, mediante preenchimento do formulário disponível no link https://www.sympla.com.br/oficina-biblioteca-inclusiva-com-cleide-soares__1358774. Haverá certificado gratuito para quem participar dos 3 dias.

Cleide Soares tem larga experiência na formação de profissionais e na implantação de bibliotecas e de espaços de leitura no Brasil e no exterior. Ela já atuou na formação de mais de 23 mil auxiliares de biblioteca, inclusive com uma oficina para esse público específico realizada pela BDB Cultural em junho.

Estratégias para atender democraticamente

O maior propósito da oficina está o de contribuir para eliminação de barreiras ao acesso das pessoas à leitura, aos livros, ao conhecimento e à informação nas bibliotecas. Liberar os espaços para uso de pessoas com deficiência e incluir os recursos acessíveis nas bibliotecas devem ser partes do planejamento e previsão das bibliotecas, pois o Brasil possui quase 46 milhões de pessoas com alguma deficiência, o que representa mais de 23% da população.

Durante a oficina, Cleide Soares pretende orientar as estratégias, apresentar os recursos disponíveis e discutir com os profissionais participantes medidas práticas para o cumprimento mais imediato da legislação brasileira para acessibilidade, que é baseada em convenções e tratados internacionais de acessibilidade. “Organizamos o conteúdo da oficina aproveitando o que já sabemos das dificuldades das estruturas existentes nas bibliotecas do Brasil, especialmente as públicas e escolares, que nem sempre dispõem dos recursos orçamentários para construção de espaços adequados, porém as pessoas existem e devem ser incluídas desde já no cotidiano, nas atividades e no planejamento das bibliotecas, espaços naturalmente democráticos”, afirma.


Recursos simples como adaptação de portas, reservas de vagas, inclusão de audiolivros, sinalização de espaços, reservas de lugares e promoção de atividades coletivas podem agregar pessoas e transformar a sociedade num lugar mais agradável e rico para todo mundo, sinaliza ela. “Vamos orientar como podem fazer para que as pessoas participem e acessem os inestimáveis recursos de conhecimento existentes. Principalmente neste contexto de pandemia que estamos atravessando, é necessário preparar os espaços para receber as pessoas e promover a integração”, conclui.

Sobre a BDB Cultural

A BDB Cultural é uma iniciativa do governo federal, por meio da Secretaria Especial de Cultura, do Ministério do Turismo, em parceria com a Biblioteca Demonstrativa do Brasil Maria da Conceição Moreira Salles (BDB) e, por meio de um termo de colaboração, com a organização social Voar Arte para a Infância e Juventude. A agenda que o projeto executará na BDB segue até março de 2022.

“Com a BDB Cultural, vamos renovar a prática de ser uma referência a outras bibliotecas do país para que elas possam abrir suas asas para voos mais altos e dar vida aos seus espaços”, diz o coordenador-geral da BDB Cultural, Marcos Linhares.

Para saber mais sobre os próximos cursos e eventos oferecidos, acompanhe as novidades da BDB Cultural no Youtube (https://www.youtube.com/c/BDBCultural), no Facebook (https://www.facebook.com/bdbcultural), Instagram (https://www.instagram.com/bdbcultural/) e no site www.bdbcultural.com.br da iniciativa.

Sobre Cleide Soares

Cleide Soares é bibliotecária, com formação na UnB, e pós-graduação nas áreas de Ciência da Informação, Gestão Cultural e Memória Cultural. Foi responsável pela implantação de mais de 10 mil bibliotecas públicas e comunitárias e pela formação de mais de 23 mil auxiliares de bibliotecas e agentes de leitura no Brasil e no exterior. Foi coordenadora da Rede de Bibliotecas Públicas do Distrito Federal, coordenadora nacional do Programa de Bibliotecas Rurais Arca das Letras, coordenadora-geral de Leitura da Fundação Biblioteca Nacional, chefe de bibliotecas universitárias e especializadas e chefe de missões culturais internacionais. É Conselheira Regional de Cultura no Distrito Federal, supervisora na Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania da Câmara da Câmara Legislativa do Distrito Federal e coordenadora internacional do coletivo Grito do Livro: Viva a Leitura!

Serviço:

BDB Cultural – Outubro de 2021

"Oficina Biblioteca Inclusiva” sobre a adaptação de espaços de leitura para poder receber pessoas com deficiência, com Cleide Soares.

04 a 06/10, segunda a quarta - Aula exclusiva para inscritos, transmitida por Zoom, às 19h.

Outras informações:

Site www.bdbcultural.com.br

Facebook.com/bdbcultural

Instagram - @bdbcultural

19 visualizações0 comentário