top of page
Buscar
  • Foto do escritorBDB Cultural

Mesa sobre o samba dá o tom do carnaval na BDB Cultural

Atualizado: 13 de fev. de 2023


  • Encontro terá conversa com Rafael Fernandes, presidente da Escola de Samba Unidos do Cruzeiro (ARUC), com o cantor de samba, Marcelo Café.


FOTO: Marcelo Café - Divulgação


A programação de fevereiro começa no próximo dia 15 e já aquecendo os tamborins para o feriadão de Carnaval. Na agenda de abertura, às 19h30, o auditório da Biblioteca Demonstrativa do Brasil recebe duas figuras icônicas do samba brasiliense para um bate-papo: o presidente da escola de samba mais vezes premiada no Carnaval local, a ARUC, Rafael Fernandes, e o cantor de samba Marcelo Café falam sobre as relações do ritmo com o feriado.


Embora carnaval e samba se confundam no Brasil, eles nem sempre andaram juntos. Por muitos anos uma festa religiosa, o Carnaval foi se fundindo com o samba no Brasil conforme foi se entregando à folia e embora não seja o único estilo musical que reina em fevereiro, abrindo espaço para o frevo, o pagode e mais recentemente até para o funk, o samba ainda é o rei da festa.


FOTO: Rafael Fernandes - Acervo pessoal


"Eu penso o samba a partir de três aspectos, a resistência do povo negro em manter suas ancestralidades musicais, a criatividade do contato com as outras culturas que compõem a formação do Brasil e a religiosidade que se mantém nos batuques. O samba é o que costura a cultura brasileira, é o tecido onde está bordado o que o povo brasileiro entende como música e como festa. O samba não inventa o Carnaval, mas inventa um carnaval brasileiro”, diz o sambista Marcelo Café.


“Eu não sou um sambista, sou um admirador da cultura do samba e sou apaixonado pela época de Carnaval, é a época preferida de qualquer entusiasta como eu”, adianta Rafael Fernandes. O presidente da ARUC aproveita para pontuar que Brasília é sim um lugar de samba. “Em Brasília, o samba está desde a época da inauguração. Os primeiros desfiles foram nos anos 1960, mais precisamente em 1962, quando a Aruc já se consagrou campeã e segue até hoje nas passarelas e bares da cidade”, diz.

Sobre a BDB Cultural

A iniciativa BDB Cultural é resultado de uma colaboração com o Ministério da Cultura em parceria com a Biblioteca Demonstrativa do Brasil Maria da Conceição Moreira Salles (BDB) e com a organização social Voar Arte para a Infância e Juventude para a criação de uma programação cultural para a BDB.

Para saber mais sobre os próximos cursos e eventos oferecidos, acompanhe as novidades da BDB Cultural nos canais do Youtube (https://www.youtube.com/c/BDBCultural ), no Facebook (https://www.facebook.com/bdbcultural ), Instagram (https://www.instagram.com/bdbcultural/ ) e no site www.bdbcultural.com.br da iniciativa.

Sobre os convidados

Rafael Fernandes é presidente da Escola de Samba Unidos do Cruzeiro (ARUC). Historiador, roteirista, escritor e pesquisador. Como autor, é o criador do personagem “Dinâmico R”. Figura forte da cultura no Cruzeiro, além de sua atuação na ARUC, é responsável pela Academia Cruzeirense de Letras e pela Casa da Memória do Cruzeiro.


Marcelo Café é um cantor e compositor, especialmente de samba. Nascido em Niterói-RJ e morador de Ceilândia-DF há mais de 30 anos. É graduando em Letras-Francês na Universidade de Brasília (UnB), ativista cultural e militante das causas da negritude. Com 20 anos de carreira, é músico premiado no Distrito Federal. Atua na promoção e democratização da arte e da cultura nas cidades-satélites do DF, com a concepção e realização de projetos artísticos e culturais, tais como o “Festival Tardezinha do Samba” e o “Baile do Café”.

Serviço:

BDB Cultural – Fevereiro de 2023

Mesa presencial “O samba e o carnaval” terá bate-papo com Rafael Fernandes, presidente da Escola de Samba Unidos do Cruzeiro (ARUC), e o cantor de samba, Marcelo Café.

15/02, quarta-feira, 19h30- Auditório da BDB Cultural (506/507 Sul)

Outras informações:

Instagram - @bdb.cultural

21 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page