top of page
Buscar
  • Foto do escritorBDB Cultural

Documentário de Glabuer Rocha sobre Jorge Amado é exibido no Cine BDB

Atualizado: 23 de jan. de 2023


  • Sessão do curta “Jorge Amado no cinema” será realizada no dia 31, às 14h


FOTO: Reprodução do filme "Jorjamado no cinema"

A câmera se foca no bigode branco e vai ampliando a imagem até mostrar Jorge Amado conversando aos gritos com Glauber Rocha atrás das câmeras. Juntos, eles falam sobre cinema e sobre as adaptações de histórias do escritor baiano às telonas e sobre a formação do artista. Esta conversa é o foco central de “Jorge Amado no cinema” (1977), curta-metragem documental dirigido por Rocha e que será o filme apresentado na edição de janeiro do “Cine BDB”.


Também conhecido como “Jorjamado no cinema” (1977), um título que brinca com a forma apressada de se pronunciar o nome do mais popular escritor brasileiro do século XX, o filme será exibido em uma sessão no dia 31, às 14h, no Auditório da BDB (506/507 Sul).


O curta mostra uma conversa exclusiva e informal com Jorge Amado, com um interrompendo ao outro todo momento. “Glauber, eu quero te fazer uma pergunta: quando é que você vai filmar Terra dos Sem-Fim?”. O cineasta baiano se compromete com o amigo a terminar no ano seguinte a adaptação do livro que já levava dez anos a seu cargo. Rocha morreu em 1981 sem nem começar a pré-produção de um novo filme.


FOTO: Reprodução do filme "Jorjamado no cinema"


Mais do que o diálogo tão franco entre dois gênios da cultura brasileira, o filme é interessante pelo laço que os une: Glauber Rocha entra na casa do escritor para falar sobre sua vida e obra e mostra o carinho de sua esposa, a também escritora Zélia Gattai, os filhos do casal e vai traçando a história de Jorge Amado a partir de seu cotidiano doméstico.


O filme ainda acompanha Amado em uma de suas concorridíssimas sessões de autógrafos, no lançamento do que viria a ser uma de suas obras-primas, “Tieta do agreste”. Em “Jorjamado”, o espectador vê literalmente o cotidiano diário do escritor a partir do filme, que conta ainda com fotografia de Walter Carvalho. Cada momento em tela é uma preciosidade ímpar.

Sobre a BDB Cultural

A iniciativa BDB Cultural é resultado de uma colaboração com o Ministério da Cultura, então Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo, em parceria com a Biblioteca Demonstrativa do Brasil Maria da Conceição Moreira Salles (BDB) e com a organização social Voar Arte para a Infância e Juventude para a criação de uma programação cultural para a BDB.

Para saber mais sobre os próximos cursos e eventos oferecidos, acompanhe as novidades da BDB Cultural nos canais do Youtube (https://www.youtube.com/c/BDBCultural ), no Facebook (https://www.facebook.com/bdbcultural ), Instagram (https://www.instagram.com/bdbcultural/ ) e no site www.bdbcultural.com.br da iniciativa.

Sobre Glauber Rocha

Glauber Rocha foi um cineasta, escritor e ator baiano. Foi um dos idealizadores do Cinema Novo, movimento que, na década de 1960, propunha um cinema engajado na realidade do país e voltado para a transformação da sociedade. Glauber Pedro de Andrade Rocha nasceu em Vitória da Conquista (BA) em março de 1939. O cineasta começou sua carreira como diretor em 1958, com o curta-metragem “O Pátio”, uma produção experimental de poucos recursos. Produzindo até o ano de sua morte, em 1981, Rocha é conhecido especialmente pelos clássicos “Deus e o diabo na terra do sol” (1964) e “Terra em transe” (1967).

Serviço:

BDB Cultural – Janeiro de 2023

“Cine BDB” apresenta o curta-metragem documentário “Jorjamado no cinema” (1977).

31-01, terça-feira, às 14h- Transmissão no auditório da BDB (506/507 Sul).

Outras informações:

Facebook.com/bdbcultural

Instagram - @bdbcultural

35 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page