Buscar
  • BDB Cultural

Conto de fadas que reimagina Brasília faz homenagem ao aniversário da cidade

BDB Cultural recebe a contadora de histórias Patrícia Berg para apresentar o livro “Brasília e o sonho encantado” de Alexandre Parente, dia 21, às 19h


FOTO: Patricia Berg - Acervo Pessoal


Cheia de personagens cativantes, números impressionantes, a construção de Brasília não é chamada de epopeia à toa. Ao contar a história da cidade para as crianças, porém muitas vezes esses dados tomam lugar da fascinação que exerce a natureza e da cultura brasiliense. Foi em uma tentativa de passar para as palavras essa relação afetiva com a cidade e com seu meio ambiente que o escritor Alexandre Parente concebeu um conto de fadas candango para o livro Brasília e o sonho encantado. A história do Rei Cerradão e de sua filha, a Princesa Brasilinha, será contada por Patrícia Berg em uma programação especial para o aniversário de Brasília, dia 21, às 19h. A apresentação será interpretada também em Libras.

A data também marca um ano do lançamento do livro de Alexandre que chegou às prateleiras no aniversário de 60 anos da capital federal. Ele apresenta as belas ilustrações de Gustavo Ramos, que trazem a atmosfera de encanto do reino tão tão distante para um lugar tão tão próximo da BDB como é Brasília. “Essa é uma cidade cheia de palácios, isso instiga a imaginação para brincar com os monumentos e também com as crianças: pode ser tudo lido como um passeio pelo imaginário da cidade. Os livros para crianças sobre Brasília apresentam uma narrativa que é muito histórica, mas quisemos trazer um outro formato. Juscelino, por exemplo, está no livro, mas não é explicado seu papel, quem faz o link entre a realidade e a fantasia é a criança”, afirma Alexandre Parente, autor do livro.

Uma contação de magia e música

FOTO: Alexandre Parente - Acervo Pessoal


Para Patrícia Berg, essa recuperação do encanto e da beleza visual, a magia da cidade, é o grande mérito do livro de Parente. Ela contará essa história pela primeira vez e promete expandir o universo do livro. “Eu gosto de tratar as histórias com música, vou cantando e contando histórias. O mais legal é que o paralelo com a música já está evidente, e com a música brasiliense: a gente tem nesse livro referências ao chorinho, à canção ‘Eduardo e Mônica’, do Legião Urbana. Meu objetivo, então, vai ser transmitir a beleza do livro pelo que ele conta e também do livro como objeto. A apresentação terá até um jogo com a capa do livro, que tem um recorte do formato de Brasília, das asas, e que dá muitas possibilidades ao contador”, afirma ela.

Para Patrícia, o livro ainda cai como uma luva no momento presente. Não só por ser Aniversário de Brasília, mas também por tratar da cidade a partir de um universo onírico, esperançoso e encantado, coisa que pode fazer frente à realidade avassaladora da pandemia de covid-19. “Vai ser um verdadeiro presente poder tratar da fantasia no momento em que vivemos. É, para mim, um convite para se reencantar pela vida, pela cidade, pelas pequenas belezas do cotidiano como também fez a pandemia. Não é impressionante que depois de tudo as flores do ipê continuem lindas e o céu deslumbrante? A Princesa Brasilinha se encanta com essa exuberância e nós, que muitas vezes encaramos o cenário da nossa vida com olhos acostumados, nós voltamos a ver a beleza desses detalhes da nossa vida pelos olhos dela”, diz.

O encantamento que a contação transmitirá está na obra de Parente e também na vida do autor. “Eu me encanto com Brasília toda hora, toda vez que eu passo pelo Memorial JK, por exemplo, eu cumprimento o Juscelino. Minha avó chegou nessa primeira geração de pessoas corajosas que vieram para cá e eu não estaria onde estou se não fosse a coragem dela. A gente se apaixona pela cidade por essas histórias de amor, de aventura, esses cenários que ela traz. A gente vive em uma cidade maravilhosa. E é maravilhoso que essa comemoração do duplo aniversário, do livro e da cidade, ocorra na Biblioteca Demonstrativa do Brasil. Esse livro não é só para quem é Brasília, mas é para todo o país. Ele serve para dividir as belezas da cidade, para fazer conhecer a cultura daqui em todo o país e a BDB Cultural tem muito a ver com isso”, conclui o autor.

Sobre a BDB Cultural

A BDB Cultural é uma iniciativa do governo federal, por meio da Secretaria Especial de Cultura, do Ministério do Turismo, em parceria com a Biblioteca Demonstrativa do Brasil Maria da Conceição Moreira Salles (BDB) e, por meio de um termo de colaboração, com a organização social Voar Arte para a Infância e Juventude. A agenda que o projeto executará na BDB segue até março de 2022.

“Com a BDB Cultural, vamos renovar a prática de ser uma referência a outras bibliotecas do país para que elas possam abrir suas asas para voos mais altos e dar vida aos seus espaços”, diz o coordenador-geral da BDB Cultural, Marcos Linhares.

Para saber mais sobre os próximos cursos e eventos oferecidos, acompanhe as novidades da BDB Cultural no Youtube (https://www.youtube.com/c/BDBCultural), no Facebook (https://www.facebook.com/bdbcultural), Instagram (https://www.instagram.com/bdbcultural/) e no site www.bdbcultural.com.br da iniciativa.

Sobre os artistas

Patrícia Berg é contadora de histórias e arte-educadora. Graduada em artes pela Faculdade Dulcina de Moraes, é pós-graduada em contação de histórias. Passou a dedicar-se integralmente à contação de histórias em 2016-2017 graças ao trabalho que passou a contruir contando histórias para seu filho mais velho, que é autista. “Os autistas não conseguem entender tão bem o sarcasmo, a ironia, eles têm uma leitura de mundo particular e as histórias os aproximam de nós”, diz ela.

Alexandre Parente é escritor e agrônomo. “A vida é um bolo que a gente vai fracionando para se dedicar a muitas coisas. A cereja do meu bolo é a escrita: menor do que eu gostaria, mas é a mais doce”, diz ele. Membro do Instituto Casa de Autores de Brasília (ICA), tem cinco livros publicados, entre eles Cheiro de domingo.

Serviço:

BDB Cultural – Abril de 2021

Programação do Aniversário de Brasília na BDB Cultural: contação do livro Brasília e o sonho encantado, de Alexandre Parente, por Patrícia Berg.

21/04 - Transmissão do evento no Facebook e no YouTube da BDB Cultural, às 19h.

Outras informações:

Site: www.bdbcultural.com.br

Facebook.com/bdbcultural

Instagram - @bdbcultural

124 visualizações0 comentário