Buscar
  • BDB Cultural

"Cine BDB” recebe pré-estreia de “O despertar do Tietê”


  • Filme ainda em fase de finalização será exibido primeiro nas redes sociais da BDB Cultural, no dia 09, sexta-feira, às 21h


FOTO: O guardião em O despertar do tietê - Divulgação/Paulisséia


Na sexta-feira, dia 09, você tem um compromisso com o medo. Nós recomendamos que às 21h você já esteja com a pipoca pronta, um cobertor quentinho e todas as luzes da casa apagadas para conhecer alguns mitos das culturas populares do Brasil. Um dos cursos d’água mais importantes do estado de São Paulo, o Rio Tietê é cercado de lendas sobrenaturais e algumas delas foram recopiladas no filme de suspense “O despertar do Tietê”, de Paulo Camargo, que fará uma pré-estreia na programação da BDB Cultural.


A produção, que ainda está em finalização, terá uma transmissão exclusiva nas redes sociais da iniciativa com direito a uma entrevista com o diretor e roteirista da produção. O evento faz parte da agenda do “Cine BDB”, que mensalmente recebe produções da sétima arte na programação cultural da Demonstrativa. "O despertar do Tietê” dialoga tanto com o presente do rio, com a poluição que o cerca, quanto com o passado povoado de criaturas misteriosas e imagina como elas estariam agora em um contexto de degradação ambiental.


“Eu queria que o rio fosse um juiz sobre os paulistas. Cada personagem tem uma característica misteriosa em seus passados e o rio os faz pagar por suas atitudes, ou os perdoa. Isso é importante para que a gente reflita sobre os nossos impactos sobre a natureza, tanto por termos transformado o maior rio da região em um esgoto ao céu aberto como também pela degradação social que ele passou a representar. Assim como o rio foi abandonado, as pessoas que vivem em suas margens e as lendas que nasceram com ele também o foram”, diz Paulo sobre a sua ideia para a produção — que também foi lançada em formato de livro.


“Existem muitas lendas associadas ao Tietê, mas algumas não poderíamos incluir na história por questões orçamentárias, como a do Piratá, a cobra gigante. Mas está na nossa trama a lenda do Guardião, esse responsável pela natureza que vive agora em um rio morto, a canoa fantasma, que anda pelas águas apenas por cinco minutos apenas ao nascer e ao pôr do sol... São todas lendas legitimamente nossas, mas que foram expulsas pela urbanização e eu pretendo resgatar”, ressalta Paulo.


Uma curiosidade sobre a produção é que a maioria das cenas de fato foi gravada às margens do rio, apenas as cenas em que era necessário que os personagens entrassem na água que foram registradas em outro espaço. “Eu queria que a produção vivesse aqueles contextos, que os atores sentissem o cheiro do rio, se colocassem no lugar das personagens. A produção passou por situações reais de invasões de carrapatos, cobras no set. Mas tudo isso deu muita legitimidade para a produção”, conclui o diretor.

Sobre a BDB Cultural

A BDB Cultural é uma iniciativa do governo federal, por meio da Secretaria Especial de Cultura, do Ministério do Turismo, em parceria com a Biblioteca Demonstrativa do Brasil Maria da Conceição Moreira Salles (BDB) e, por meio de um termo de colaboração, com a organização social Voar Arte para a Infância e Juventude. A agenda que o projeto executará na BDB segue até março de 2022.

“Com a BDB Cultural, vamos renovar a prática de ser uma referência a outras bibliotecas do país para que elas possam abrir suas asas para voos mais altos e dar vida aos seus espaços”, diz o coordenador-geral da BDB Cultural, Marcos Linhares.

Para saber mais sobre os próximos cursos e eventos oferecidos, acompanhe as novidades da BDB Cultural no Youtube (https://www.youtube.com/c/BDBCultural), no Facebook (https://www.facebook.com/bdbcultural), Instagram (https://www.instagram.com/bdbcultural/) e no site www.bdbcultural.com.br da iniciativa.


Sobre "O despertar do Tietê”


FOTO: Cataz de O despertar do Tietê - Divulgação/Paulisséia


Com roteiro e direção de Paulo Camargo, o filme de 2020 conta a história de lendas populares ao redor do Rio Tietê, um dos mais importantes cursos d’água de São Paulo. O filme é narrado pelo estudante de jornalismo Marcelo (Randerson Barbosa), que decide passar uma noite com seus amigos às margens do rio para tentar registrar as aparições sobrenaturais que, de acordo com os moradores mais velhos da região, rondam aquelas águas. A maioria das cenas foi gravada de fato às margens do Tietê. Além de Barbosa, o elenco conta com nomes como Andrio Candido e Pascoal da Conceição, célebre ator de "Castelo Rá-Tim-Bum".


Sobre Paulo Camargo

Cinestas, pedagogo e psicopedagogo. Começou sua carreira na adolescência de contador de histórias. Participou de filmes premiados “Luz nas Trevas,” de Helena Ignez e “Um Salve Doutor” de Rodrigo Sousa & Sousa. Roteirizou e Dirigiu; “Rua Dois (2014)”, “Jaguaporeruba (2015)”, “Conto das Estações (2016)”, “Entre Toques (2017), “O Despertar do Tietê (2020)”, ambos premiados como melhor roteiro. Escritor dos livros: Animais e o Pequeno (2017), o Príncipe das Marés (2018) e o Despertar do Tietê (2020). Atualmente professor e fundador do Paulisséia que realiza intervenções artísticas.

Serviço:

BDB Cultural – Julho de 2021

“Cine BDB” transmite “O despertar do Tietê”, de Paulo Camargo.

9/7 - Transmissão no Youtube e no Facebook da BDB Cultural, às 21h.

Outras informações:

Site www.bdbcultural.com.br

Facebook.com/bdbcultural

Instagram - @bdbcultural

84 visualizações0 comentário