Buscar
  • BDB Cultural

“Cine BDB” homenageia Dia do Documentário com Vladmir Carvalho


  • O filme “O homem de areia”, que revela a trajetória de José Américo de Almeida, será exibido no dia 06, sexta-feira, às 21h


FOTO: Vladimir Carvalho - Joanna Ramos - Acervo Pessoal


Um dos grandes nomes do documentário nacional, Vladimir Carvalho retorna à programação da BDB Cultural em agosto justamente para homenagear este gênero da sétima arte. Comemorando o Dia do Documentário Brasileiro, 7 de agosto, o “Cine BDB” recebe o filme O homem de areia (1981), um dos clássicos do cineasta paraibano radicado em Brasília e que mostra trajetória de como o escritor renovou a literatura brasileira com o lançamento de seu célebre romance "A Bagaceira", em 1928. A exibição será no dia 06, sexta-feira, véspera do Dia do Documentário Brasileiro, às 21h, nas redes sociais da iniciativa BDB Cultural. Já deixe a pipoca de sexta-feira separada: o filme ficará em cartaz apenas neste dia.


FOTO: Bastidores da produção de "O homem de areia" - Reprodução


“O documentário tem a pretensão de captar a realidade, o que é um desafio sem tamanho, ainda mais quando a gente pega um personagem, a vida de alguém... Você trabalha com fragmentos, com uma representação da realidade, mas não tem como o cineasta fugir de colocar um pouco do seu próprio imaginário, da sua fé, no que ele produz. Os meus documentários falam também sobre mim. Mas isso não quer dizer que é a mesma coisa que uma ficção: a realidade, a verdade é sempre nosso objetivo. O documentário, parte dos fatos, dos depoimentos, para projetar para fora, para reproduzir as diferentes visões que as pessoas que participaram de uma vida, de um acontecimento, têm sobre ele. Já que nem a memória reproduz as coisas tal como aconteceram, mas tenta fazê-lo, o documentário funciona como a memória de uma sociedade”, afirma.

Um filme sobre um intelectual


FOTO: José Américo de Almeida e Jorge Amado em uma das cenas do filme "O homem de areia" - Reprodução


O homem de areia (1981) faz essa memorialística da vida e obra José Américo de Almeida a partir de entrevistas captadas e de imagens de sua rotina, especialmente nos anos 1950. O filme reconstrói as conversas de Américo com outros grandes intelectuais como Jorge Amado e Otto Lara Rezende discutindo a conturbada política brasileira dos anos 1930, que levou o país a uma guerra civil. O filme traz ainda raras imagens dos seus funerais realizados na morte do escritor, em 1980, aos 93 anos.

“Essas coisas da intimidade são colhidas com grande esforço do documentarista, para que a pessoa não se sinta constrangida. É um desafio montar um perfil que se aproxime da realidade, para formar a história pessoal. Não tive uma pretensão de fazer uma biografia, que é muito difícil. Meu esforço foi no sentido de criar mesmo um perfil e localizar a presença desse intelectual em seu tempo”, completa.

O diretor de cinema Vladimir Carvalho já havia participado das sessões do “Cine BDB” em junho, com a exibição de outro documentário que revela sua sólida relação com a literatura nordestina, uma celebração a José Lins do Rêgo em O engenho de Zé Lins (2006).

Sobre a BDB Cultural

A BDB Cultural é uma iniciativa do governo federal, por meio da Secretaria Especial de Cultura, do Ministério do Turismo, em parceria com a Biblioteca Demonstrativa do Brasil Maria da Conceição Moreira Salles (BDB) e, por meio de um termo de colaboração, com a organização social Voar Arte para a Infância e Juventude. A agenda que o projeto executará na BDB segue até março de 2022.

“Com a BDB Cultural, vamos renovar a prática de ser uma referência a outras bibliotecas do país para que elas possam abrir suas asas para voos mais altos e dar vida aos seus espaços”, diz o coordenador-geral da BDB Cultural, Marcos Linhares.

Para saber mais sobre os próximos cursos e eventos oferecidos, acompanhe as novidades da BDB Cultural no Youtube (https://www.youtube.com/c/BDBCultural), no Facebook (https://www.facebook.com/bdbcultural), Instagram (https://www.instagram.com/bdbcultural/) e no site www.bdbcultural.com.br da iniciativa.

Sobre Vladmir Carvalho

Vladmir Carvalho é um cineasta e documentarista brasileiro, nascido em Itabaiana-PB e radicado em Brasília desde os anos 1970.  Conheceu Glauber Rocha e integrou o chamado movimento do Cinema Novo, sendo parte da vertente documentarista do movimento.  Em 1967, durante o Festival de Brasília reencontra seu colega de longa data, o fotógrafo Fernando Duarte, que lhe convida para continuar em Brasília com o objetivo de realizar o projeto do núcleo de produção de documentários do centro-oeste pela Universidade de Brasília. Vladimir torna-se então professor da Universidade de Brasília, aonde leciona até hoje. Sua obra cinematográfica é constituída por documentários que totalizam 23 títulos e vários prêmios. Fundou, em Brasília, a Associação Brasileira de Documentaristas e em 1994 cria a Fundação Cinememória, que abriga todo o seu acervo. É irmão do também cineasta Walter Carvalho, de Lavoura arcaica (2001).

Serviço:

BDB Cultural – Agosto de 2021

"Cine BDB” apresenta o filme O homem de areia (1981), documentário de Vladmir Carvalho.

06/08 - Transmissão no Youtube e no Facebook da BDB Cultural, às 21h.

Outras informações:

Site www.bdbcultural.com.br

Facebook.com/bdbcultural

Instagram - @bdbcultural

9 visualizações0 comentário