Buscar
  • BDB Cultural

Carol Carneiro apresenta a viola como instrumento diverso

Conhecida por sua conexão com a música caipira e com o masculino, a viola mostra uma face mais livre no “BDB é Show!”


Espetáculo que fecha a agenda de abril será transmitido no dia 30, às 19h




FOTO: Carol Carneiro - Lucas Rezende/BDB Cultural


Se solidificou na música brasileira a concepção de que a viola é um instrumento para a tristeza, para as dificuldades da rotina rural. O trabalho da cantora e instrumentista Carol Carneiro não desmente essa informação, apenas a complementa: a viola chora, mas também ri, ama e assume todos os tons da vida. É pela diversidade desse instrumento que passeia o espetáculo Viola, Mulher e Cantoria, uma nova programação do “BDB é Show!” que será apresentada neste dia 30, às 19h, em transmissão com interpretação em Libras nas redes sociais da BDB Cultural.

A apresentação de Carol Carneiro já desmente preconceitos desde seu título. Para ela, é fundamental a presença da palavra “Mulher” na tríade que compõe o espetáculo. “A viola tem uma identidade histórica associada aos homens, mas esse é um cenário em transformação. Claro que sempre houve resistência, inclusive no emudecimento ao trabalho de Inezita Barroso, mas neste momento a viola está se diversificando, tem muita professora, muita artista, muita mulher se associando ao instrumento. E comigo não pode ser diferente. A viola é um braço extra meu, uma parte de mim. Eu não posso colocar meu nome destacado da viola. Ela abriu todos os meus caminhos, para mim ela é uma vida inteira”, afirma Carol.

A festa da viola

FOTO: Carol Carneiro - Lucas Rezende/BDB Cultural


A transformação recente do cenário brasileiro da viola não se reflete só na proporção de mulheres que têm tomado esse instrumento: segundo Carol, ela também está penetrando em ritmos diversos, do samba ao rock. “A viola estava muito conectada com a música caipira, ficou muito associada a esse espaço, que todos respeitamos, adoramos, mas isso a limitou. Eu trabalho no forró pé-de-serra. E não podia deixar a viola de fora desse meu trabalho, não tem como segurar a voz de um instrumento tão versátil. A viola vai da música de câmara ao popular. Ela é autonoma, toca choro, forró, rock, samba de roda. No samba de roda, inclusive, ela é tão tradicional no Recôncavo Baiano como é para a música caipira”, diz.

Em meio a tantas possibilidades, claro que a ideia de que a viola só chora vai ficando ultrapassada. “A viola tem uma conexão com as rotinas do homem do campo, mas mesmo essa rotina sempre teve um elemento festivo, em arranjos de festas de São João. Penso muito em “Moreninha linda, do meu bem querer” [cantando]. A viola tem um mote da dor de cotovelo, do amor, mas ela pode ser carnavalesca também. Eu sou super de carnaval e vejo a viola em tudo o que eu faço”, afirma.

Foi pensando em festejar — “estamos precisando de doses de alegria”, diz Carol — que foi idealizada essa apresentação do “BDB é show!”. “Eu chamei um amigo meu pra trazer o violão junto da viola, esse é o melhor casamento do mundo. Meu som é de festa. Vou tocar forró pé-de-serra, minhas canções autorais e também quero trazer músicas inéditas trabalhando a tradição da música caipira e também o carimbó. E não pode faltar, claro, uma graça com Dominguinhos pra ser uma festa boa”, conclui, rindo, Carol.

Sobre a BDB Cultural

A BDB Cultural é uma iniciativa do governo federal, por meio da Secretaria Especial de Cultura, do Ministério do Turismo, em parceria com a Biblioteca Demonstrativa do Brasil Maria da Conceição Moreira Salles (BDB) e, por meio de um termo de colaboração, com a organização social Voar Arte para a Infância e Juventude. A agenda que o projeto executará na BDB segue até março de 2022.

“Com a BDB Cultural, vamos renovar a prática de ser uma referência a outras bibliotecas do país para que elas possam abrir suas asas para voos mais altos e dar vida aos seus espaços”, diz o coordenador-geral da BDB Cultural, Marcos Linhares.

Para saber mais sobre os próximos cursos e eventos oferecidos, acompanhe as novidades da BDB Cultural no Youtube (https://www.youtube.com/c/BDBCultural), no Facebook (https://www.facebook.com/bdbcultural), Instagram (https://www.instagram.com/bdbcultural/) e no site www.bdbcultural.com.br da iniciativa.

Sobre Carol Carneiro

Carol Carneiro é cantora, musicista e compositora. Como acadêmica formada em música (licenciatura), pesquisa a música popular brasileira e a viola caipira. Brasiliense, começou na música com sete anos de idade. Toca os instrumentos flauta doce, violão popular e viola caipira. Em 2012, lançou o CD de música autoral Roda na Banguela e, em 2017, o DVD Encantada na Viola.

Serviço:

BDB Cultural – Abril de 2021

Carol Carneiro participa do “BDB é Show!” com uma edição do espetáculo Viola, Mulher e Cantoria.

30/04 - Transmissão no Facebook e no YouTube da BDB Cultural, às 19h.

Outras informações:

Facebook.com/bdbcultural

Instagram - @bdbcultural

23 visualizações0 comentário