Buscar
  • BDB Cultural

BDB Cultural apresentará 15 eventos on-line em junho


  • Dostoiévski, namorados e auxiliares de biblioteca formam parte do caldo cultural que a iniciativa apresenta neste mês

  • Contação de histórias, incluindo apresentação de um jovem contador cego, além da animação das festas juninas completam a agenda que se estende por 21 dias do mês


FOTO; Grupo Taleta de Bambu, primeira atração do mês - Lucas Rezende/BDB Cultural Em seis meses e mais de uma centena de eventos realizados, poucas vezes a BDB cultural destacou uma oficina como a cereja do bolo de uma programação mensal. Este mês, porém, é inevitável exaltar a realização de uma formação de auxiliares de biblioteca com uma das maiores especialistas do país no assunto, Cleide Soares, que já participou da implantação de mais de 10 mil espaços de leitura pelo país. Como todas as oficinas, esta é exclusiva para inscritos, mas terá uma proporção mais ampla de vagas para contemplar a alta demanda por formação destes profissionais no país. A BDB Cultural espera dar mais uma centena de certificados nessa atividade, que será realizada entre os dias 28 e 30 de junho. Esse evento é chave para confirmar a vocação da Biblioteca Demonstrativa do Brasil como referência para a inovação entre os espaços de leitura do país.

Atividades artísticas

Não vai faltar ao público geral, porém, preciosidades na agenda. A primeira é no dia 10, em homenagem ao Dia dos Namorados, com Conceição Freitas relatando os bastidores da descoberta de lindas histórias de amor que ela reuniu nas reportagens de Amores possíveis, série jornalística vencedora do Prêmio Esso de 2006.

Ainda discutindo os sentimentos, mas em uma viagem ao passado, a BDB Cultural celebra os 200 anos de nascimento do escritor russo Dostoiévski ao retratar como suas obras se dedicam a desnudar o que temos de melhor e de pior como seres conscientes. A mesa, que será realizada no dia 04, traz o professor da UnB Augusto Rodrigues, o escritor brasiliense JP Silva e o tradutor de várias obras do autor Oleg Andréev Almeida ao debate.

No segmento da música, a animação das festas juninas invade nossa agenda. No dia 03, o grupo Taleta de Bambu traz sua mistura de maculelê, poesia e música de tradições populares para o Quinta Sonora. Já no dia 18, é o momento de abrir um espaço na casa para a transmissão do arrasta-pé comandado pelo Trio Balançado no “BDB é Show!”.

Uma combinação de oficina e apresentação será realizada no segmento da contação de histórias na nossa programação de junho. No dia 06 o contador de histórias de 14 anos Luiz Eduardo faz uma revisita a O bicho Manjaléu, de Monteiro Lobato. Antes, em uma entrevista, ele detalha as dificuldades enfrentadas por ele, que é cego e que passou por um transplante de rins aos 08 anos, para entrar no mundo das histórias. Em consonância com essa atividade, de 07 a 09 de junho, a contadora Deise Saraiva fará uma oficina aos interessados em entrar no mundo da contação de histórias a partir de exercícios práticos. Gratuito, o curso é exclusivo para inscritos.

Abaixo, publicamos o calendário completo com cada uma das atividades preparadas para o mês. É importante ressaltar que a programação conta com interpretação em Libras em todas as atividades artísticas — excluídas as oficinas e mesas de debate. A agenda pode passar ainda por alterações, em especial devido às medidas de proteção que possam ser adotadas no combate ao coronavírus.

Sobre a BDB Cultural

A BDB Cultural é uma iniciativa do governo federal, por meio da Secretaria Especial de Cultura, do Ministério do Turismo, em parceria com a Biblioteca Demonstrativa do Brasil Maria da Conceição Moreira Salles (BDB) e, por meio de um termo de colaboração, com a organização social Voar Arte para a Infância e Juventude. A agenda que o projeto executará na BDB segue até março de 2022.

“Com a BDB Cultural, vamos renovar a prática de ser uma referência a outras bibliotecas do país para que elas possam abrir suas asas para voos mais altos e dar vida aos seus espaços”, diz o coordenador-geral da BDB Cultural, Marcos Linhares.

Para saber mais sobre os próximos cursos e eventos oferecidos, acompanhe as novidades da BDB Cultural no Youtube (https://www.youtube.com/c/BDBCultural), no Facebook (https://www.facebook.com/bdbcultural), Instagram (https://www.instagram.com/bdbcultural/) e no site www.bdbcultural.com.br da iniciativa.

Serviço

Confira a programação resumida abaixo. Os itens destacados em azul são os que acreditamos que podem chamar mais atenção dos colegas da imprensa. Todas as atividades são virtuais, gratuitas e serão publicadas nas redes sociais da iniciativa. As informações de cada uma serão divulgadas no site da BDB Cultural, www.bdbcultural.com.br, com o release postado simultaneamente ao envio para a imprensa no blog https://www.bdbcultural.com.br/blog. Com exceção dos cursos e palestras, todos os eventos contam com interpretação em Libras:

  • 03/06, 19h = O grupo musical Taleta de Bambu, que mistura poesia popular aos sons do coco, do maculelê e do bumba meu boi faz uma apresentação na “Quinta sonora”.

  • 04/06, 19h = Em comemoração aos 200 anos do nascimento do escritor russo Fiodor Dostoiévski, celebrados este ano, a BDB Cultural apresenta a mesa “A alma humana na obra de Dostoiévski”. Participam do debate o professor da UnB Augusto Rodrigues, o escritor brasiliense JP Silva e o tradutor de várias obras do autor russo Oleg Andréev Almeida.

  • 05/06, 10h = Novo encontro da oficina de Cultura Maker na agenda da BDB Cultural. Neste último mês do curso, a BDB terá encontros todos os sábados do mês, repetindo-se, portanto, nos dias 12, 19 e 26. No último dia de atividades, uma feira cultural apresentará as invenções criadas pelos jovens que participaram de nossa programação.

  • 06/06, 10h = Luiz Eduardo, um adolescente contador de histórias que é cego e transplantado, se apresenta na BDB Cultural. Ele narra O bicho Manjaléu, conto de Monteiro Lobato, e fala também das dificuldades que superou como artista.

  • 07/06, 19h = Oficina de contação de histórias com a contadora profissional e mestre em Educação (UnB), Deise Saraiva. A atividade se repete nos dias 08 e 09, no mesmo horário. Exclusivo para inscritos.

  • 10/06, 19h = Em homenagem ao Dia dos Namorados, a jornalista e escritora Conceição Freitas se apresenta na BDB Cultural falando sobre o amor, especialmente das histórias reais e cativantes que ela copilou em seu livro Amores Possíveis.

  • 11/06, 19h = “Cine BDB” exibe O Engenho de Zé Lins, documentário de Vladimir Carvalho sobre a vida do escritor José Lins do Rego.

  • 14/06, 19h = O encontro mensal do “Mulheres empoderadas” de junho terá como tema “As mulheres e a violência no Brasil e fora” e terá no centro do debate Iara Lemos, jornalista e autora do livro A Cruz Haitiana, e Rejane Suxberger, magistrada e autora do livro Marias Invisíveis.

  • 17/06, 19h = Mesa “O livro no cinema” celebra o Dia do Cinema Brasileiro, que é celebrado no dia 19 de junho. Participam do evento a cineasta Ana Arruda Neiva e os escritores Lino Meireles, autor de Candango – Memórias do Festival Vol. 1, e de Maurício Gomyde, autor de Surpreendente!, respectivamente uma não-ficção e um romance que tem o cinema como protagonista.

  • 18/06, 19h = O “BDB é show!” deste mês faz uma homenagem às festas juninas com uma apresentação do Trio Balançado, grupo de forró pé de serra formado em Ceilândia-DF.

  • 20/06, 17h = O grupo teatral Os Buritis se apresenta na iniciativa com uma versão em vídeo do espetáculo Varal de histórias.

  • 21/06, 19h = “Encontro terapêutico” sobre constelações familiares com a especialista no assunto, Dora Nogueira.

  • 22/06, 19h = Mesa “Por que precisamos de poesia?” recebe os três primeiros colocados no Prêmio Alan Viggiano de Poesia, Ildefonso de Sambaíba, Paulo Longuinho, Átila Rua. Os jurados do prêmio, Tagore Alegria e Mailson Furtado, vencedor do Livro do Ano no Jabuti em 2018, contribuem no debate.

  • 25/06, 19h = Estreia a nova exposição de arte da BDB Cultural. Desta vez, a iniciativa apresenta as obras da série A casa aberta de Chico Nascimento.

  • 28/06, 19h = Oficina prepara auxiliares de biblioteca. A formação é feita por Cleide Soares, que já atuou na formação de mais de 20 mil profissionais. Em 6h de duração, com a agenda se repetindo nos dias 29 e 30, Cleide passará pelos principais desafios da formação do auxiliar de biblioteca, desde a organização do acervo de uma instituição até o atendimento ao público. Exclusiva para inscritos.


23 visualizações0 comentário