BDB 50 anos de história

Ativo 4.png

1970

 

A Biblioteca Demonstrativa do INL (Instituto Nacional do Livro) foi inaugurada em 20 de novembro. Foi o primeiro grande espaço público dedicado à leitura do DF.

Antes de dar lugar à BDB, o edifício que ela ocupa na W3 Sul havia sido o restaurante do Grupo de Trabalhadores de Brasília (GTB).

1972

 

Primeiros reparos para dar nova função ao prédio: nutrir de conhecimento.

1972-2.png
1972.png
Ativo 3.png

1990

 

A Fundação Biblioteca Nacional assume a gestão da BDB. A biblioteca passa a ser chamada de Biblioteca Demonstrativa de Brasília.

1997

 

Segunda reforma do prédio. Reparos emergenciais não modernizaram a estrutura.

2012

 

Morre Maria da Conceição Moreira Salles, então coordenadora da BDB e que atuou por 28 anos para garantir o pioneirismo e a inovação da biblioteca.

Em homenagem a ela, o edifício passa a ser Biblioteca Demonstrativa Maria da Conceição Moreira Salles.

2012.png
2014.png
2014-2.png

2014

 

Defesa Civil pede reparos emergenciais no prédio da BDB.

No mesmo ano, frequentadores, servidores e voluntários abraçam o prédio pedindo uma modernização mais completa da estrutura.

 

Ainda em 2014, a BDB passa a ser parte da estrutura do Departamento de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas (DLLLB) em uma gestão com o Ministério da Cultura, hoje Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo.

2018

 

Um grande projeto de reforma é anunciado com expansão e readequação da estrutura.

Ativo 2.png
2018.png
0000.png

2020

 

A reforma da biblioteca fica pronta.
A estrutura passa a contar com auditório, galeria de arte, novos banheiros, espaço gourmet e até uma área de videogames, modernizando o conceito de biblioteca.

2021

 

Surge a BDB Cultural, materialização de um projeto que reconecta o público com o espaço através de uma programação artística. 

A agenda da iniciativa BDB Cultural, inicialmente feita on-line, prevê a reabertura física do espaço ainda neste ano.